Historal da Associação dos Amigos do Caminho Português de Santiago

A Associação dos Amigos do Caminho Português de Santiago foi constituída por escritura lavrada no Cartório Notarial de Ponte de Lima no dia 2 de Novembro de 1998 e outorgada por Eng. Francisco de Calheiros e Meneses, Presidente da ADRIL; Eng. José Daniel Rosas Campelo da Rocha, Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima; Eng. João Gomes de Abreu de Lima; Fernando Constantino Fernandes Barbosa, Presidente da Câmara Municipal de Valença; António Rui Esteves Solheiro, Presidente da ADRIMINHO; e António Pereira Júnior, Presidente da Câmara Municipal de Paredes de Coura. O acto foi publicado no Diário da República, III Série, N.º 15, de 19 de Janeiro de 1999. Os estatutos que datam da altura podem ser consultados aqui.

Desde a sua constituição, a associação tem procurado concretizar um conjunto de objectivos que considera fundamentais para consagrar de novo o Caminho Português como um dos mais importantes itinerários Jacobeus:

  • Tomou conhecimento do troço galego (Tui - Santiago) e promoveu a identificação e caracterização monográfica do troço português entre Porto - Valença.
  • Levou a efeito a sinalização com setas amarelas no mesmo troço Porto Valença, e acrescentou setas azuis de direcção contrária indicando Fátima, prevendo a curto prazo a sua substituição por marcos de pedra com caracter definitivo.
  • Promover a desobstrução e limpeza do Caminho, tornando-o acessível a quem o pretenda utilizar.
  • Tem atendido todos os peregrinos nacionais e estrangeiros, individuais ou em grupo, que vem solicitar o seu apoio e anualmente no mês de Julho, realiza a sua própria Peregrinação, sempre muito participada.
  • Tem no prelo a publicação de uma Guia circunstanciada do Caminho Português entre Porto e Santiago.
  • Vai propor a classificação do troço nacional e do Caminho como Património Cultural português e, em parceria com a Associação Galega dos Amigos do Caminho Português como Itinerário Cultural Europeu.
  • Tem em curso a negociação de diversos protocolos que lhe permitirão criar uma sede definitiva e quatro albergues entre Porto e Valença.
  • Tem-se feito representar em todos os eventos considerados importantes para a promoção do Caminho Português de Santiago.
  • Solicitou a adesão à Federação de Associações de Amigos do Caminho de Santiago.
A Associação dos Amigos do Caminho Português de Santiago tem no Ano Jacobeu de 2004 a meta temporal para a concretização destes objectivos.

Assim Santiago nos ajude.

 
 
Developed by TBM - Formação e Consultoria Lda. Contact us | Print this page | Add to Favorites
Associação dos Amigos do Caminho Português de Santiago. © 2008.